Exportações – Lula diz que houve cautela sobre arroz

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse ontem que o go­verno tomou uma decisão cau­telosa ao cogitar a suspensão das exportações de arroz. Na avaliação dele, antes de expor­tar o produto, é preciso saber se o volume de arroz que será pro­duzido com a nova safra será capaz de atender a demanda interna. “Nós tomamos uma de­cisão de sermos cautelosos na exportação de arroz, porque o Brasil tem pouco mais de um milhão de toneladas em reser­va, mas não podemos exportar antes de ver a nova safra. Não queremos correr o risco de faltar alimentos no Brasil’; disse o presidente, em entrevista cole­tiva, após participar da inaugu­ração da nova unidade petroquí­mica da Braskem, em Paulínia, interior paulista. “Nós vamos continuar exportando, mas há um problema de crescimento do consumo“, acrescentou.

Combate à aftosa será prioridade

    Durante solenidade em Uberaba, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o Governador de Minas Gerais, Aécio Neves, fizeram o lançamento oficial da campanha de vaninação contra a febre afitosa, vacinando simbolicamente um animal na pista do Parque Fernando Costa. O governador destacou a determinação do governo federal no combate a febre aftosa no país. Segundo ele, os produtores mineiros apóiam a decisão do presidente Lula de tomar prioridade nas políticas agropecuárias do País o combate à doença. O Ministro Reinhold Stephanes garantiu que não faltará verba para campanha.

Agrishow 2007

A safra agrícola 2006/2007 de cerca de 130 milhões de toneladas de grãos está puxando para cima as previsões de negócios da 14ª Agrishow Ribeirão Preto. A maior feira agrícola da America Latina, que vai até o sábado, deve movimentar em torno de R$800 milhões, com crescimento de 60% sobre a edição anterior (500 milhões). Segundo o presidente do Sistema Agrishow, Sérgio Magalhães, nesta edição são esperados 140 mil visitantes, dos quais 22 mil são pequenos produtores. A Agrishow é realização da Abimaq (Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos), Abag (Associação Brasileira de Agribusiness), Anda (Associação Nacional para Difusão de Adubos) e SRB (Sociedade Rural Brasileira)