Operadoras criam celular com recarga popular

celularpopular.jpgUma boa notícia para os usuários de celular de baixa renda, as operadoras agora oferecem recarga de R$ 1 para. Com mais facilidade em obter crédito e com o salário mínimo avançando acima da inflação, os cidadãos que integram as classes C, D e E devem movimentar R$ 550 bilhões em 2007, 3,8% a mais do que em 2006. De olho na chance de popularizar o celular nas classes de menor renda, as operadoras lançam serviços de recarga a partir de R$ 1 para seus planos pré-pagos. A TIM informou na quinta-feira (25) a criação do Plano 1, que permite fazer recargas no aparelho de R$ 1, R$ 3 e R$ 5, com validade de três, cinco e sete dias, respectivamente.

Além da TIM, todas as outras grandes operadoras de telefonia móvel do País oferecem recargas de baixo valor. A Oi, que há mais de um ano oferece a recarga de R$ 1, garante que, com esse valor, seus clientes conseguem falar por quase 10 minutos. Além disso, no plano Ligadores, quem colocar R$ 10 em seu aparelho, ganha R$ 100 para falar de qualquer Oi para o fixo. As minirrecargas se destinam não só aos clientes de baixo poder aquisitivo, mas também aos que desejam economizar, a Vivo oferece créditos que variam entre R$ 3 e R$ 300.

As minirrecargas da Vivo participam também da promoção Receba e Ganhe, que bonifica os clientes com R$ 1 de crédito a cada um minuto de ligação recebida. A empresa informa que, no último mês, as recargas entre R$ 3 e R$ 7 representaram cerca de 20% do número de recargas realizadas nos três estados em que estão disponíveis. Recarga emergencial Além dos preços baixos, algumas operadoras disponibilizam o serviço de recarga emergencial, que disponibiliza um valor de crédito para o cliente, quando a recarga acaba. A TIM adianta R$ 3 para o cliente que ligar no *222. O valor antecipado é descontado na próxima recarga e tem validade de sete dias a contar da contratação do serviço. A Oi também dá R$ 3 de recarga emergencial. O valor do crédito é somado à taxa de serviço e debitado na próxima recarga. Para solicitar o serviço, o cliente envia uma mensagem de texto com a palavra OI para o número 3333. O SMS é gratuito. Pré-pagos De acordo com a última edição da pesquisa Global Technology Insights, realizada em 29 países pela TNS, 80,34% das linhas móveis do Brasil são pré-pagas. De acordo com os dados, apenas 17% dos brasileiros possuem linhas pós-pagas e 1% outra combinação. A média global de aparelhos pré-pagos é de 46%, pouco abaixo da média de celulares com pagamento após o uso (48%). Outras combinações somam 6% na média global. O alto índice é atribuído ao fato de o usuário poder estipular quanto gastará com o aparelho celular.

Orçamento: confira algumas dicas para não estourar suas contas com as liquidações

LiquidaçãoFreqüentemente, as lojas de rua e dos shoppings anunciam liquidações, queimas de estoque etc, para atrair os consumidores ávidos pela aliança de qualidade e bom preço.

 

E, apesar de algumas destas promoções realmente serem vantajosas, é preciso tomar muito cuidado para não causar um estrago no orçamento. Confira algumas dicas a seguir.

 

Resista às tentações
Em primeiro lugar, evite comprar mais de um item, pensando que você estaria gastando o mesmo valor por apenas uma peça com o preço normal. Adquira apenas o que está precisando, sem dar asas ao consumismo.

 

Da mesma maneira, resista à tentação de montar conjuntos e de levar várias cores de uma blusa que você adorou e que lhe “caiu como uma luva”. Não é porque está mais barato que você pode sair comprando tudo o que vê pela frente!

 

Se não tiver algum aniversário ou data comemorativa próxima, evite adiantar a compra de presentes, a menos que você tenha certeza de que irá se aguentar e não entregá-los antes para a pessoa, o que provavelmente fará com que você adquira outra coisa próximo à data.

 

Precaução é sempre bom!
Como os estabelecimentos não são obrigados a trocar um produto simplesmente porque você não gostou da cor, questione antes sobre a possibilidade e peça para o vendedor formalizar isso por escrito, na nota fiscal.

 

Caso tenha recebido ou visto um informe publicitário sobre a liquidação, guarde-o. Isso porque essas promessas têm valor contratual e, caso haja diferença entre o que foi anunciado e o que é cobrado, você pode reivindicar seus direitos.
Fonte: Infomoney

Governo lança o Notebook Popular

Depois do computador popular, é a vez do notebook popular. O governo federal deve anunciar hoje um programa de incentivo à venda de laptops. Com isso, o notebook passa a ter acesso a financiamento com juro supostamente abaixo do vigente no varejo.Linhas de crédito são oferecidas pela Caixa Econômica Federal, pelo Banco do Brasil e por varejistas credenciados pelo BNDES.

Para ter direito à linha de crédito, o notebook deve ter tela de 14 polegadas, processador de 1,4 GHz, placa de acesso à rede sem fio (Wi-Fi), gravador de CD, 512 megabytes de memória, disco rígido com capacidade de 40 gigabytes e peso de no máximo 3 quilos – configurações similares às dos laptops básicos disponíveis no mercado.

O sistema operacional precisa ser o Linux, principal concorrente do Windows, da Microsoft. Segundo a Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), 18% dos 8,2 milhões de computadores vendidos no País ano passado saíram de fábrica com o Linux.

A idéia é combater o chamado mercado cinza, computadores geralmente montados de forma irregular e trazidos via contrabando. Para o PC de mesa, a iniciativa já surtiu efeito.

1 2 3