Como economizar na Ceia de Natal

Criatividade e pesquisa de preços ajudam a economizar na compra da ceia de natal.

 

O Procon sugere que, para o Natal e Ano Novo, o consumidor seja criativo ao elaborar e planejar o cardápio de suas ceias. Limitar os valores a serem gastos, fazendo uma lista com todos os itens necessários, é importante, lembrando que também é preciso pesquisar preços, uma vez que estes variam de uma loja para outra.

 

Verificar detalhes como quantidade, composição, qualidade, origem e prazo de validade dos produtos são fatores que determinam uma boa compra e não devem ser esquecidos pelo consumidor.  

 

Além disso, alguns itens da ceia não condizem com o clima, uma vez que as celebrações de Natal e Ano Novo no Brasil ocorrem no verão. O mais recomendável é um menu mais saudável com carnes leves, saladas de vários tipos e frutas frescas e próprias da estação.

 

Se opção for a de encomendar a ceia, o consumidor também deve pesquisar preços, buscar fornecedores de confiança, conhecer e provar o que será servido e fazer suas reservas com antecedência. Além disso, é aconselhável evitar que a ceia contenha produtos perecíveis e muito pesados para o clima tropical. 

 

Outra preocupação para esta data é a de presentear com uma cesta de Natal. O consumidor pode comprar a cesta já pronta ou montá-la, de acordo com o gosto de seu familiar ou amigo a ser presenteado. Nos dois casos, é preciso também pesquisar preços, lembrando que a escolha deve levar em conta os produtos que realmente serão consumidos, evitando gastos desnecessários.

Evite gastar demais neste Natal. Veja nossas dicas

Com a Crise Financeira Internacional , o aumento do dólar e os efeitos que tudo isso terá sobre os preços dos itens de consumo, o natal desse ano merece atenção redobrada do consumidor. Para isso damos algumas dicas e sugestões para suas compras de natal.

 

Pesquise muito
Sempre que for fazer uma compra, o melhor a fazer é pesquisar muito. Procure primeiro fazer uma lista dos presentes que você precisa comprar antes de ir às lojas, para evitar as compras de impulso. Tente fazer suas pesquisas com antecedência para ter mais tempo para comparar preços e condições de pagamento. É importante lembrar que os preços e condições de pagamento podem variar até em lojas da mesma rede.

 

Conheça o presente
Conhecer o produto que se pretende comprar também é muito importante. Eletroeletrônicos necessitam atenção redobrada. Não deixe de pedir para o vendedor que demonstre o produto, para se certificar de que ele está funcionando corretamente. Verifique sempre se o manual de instruções está em português. De nada adianta ter a mais recente inovação tecnológica se não puder usá-la da melhor forma.

 

Brinquedos
Comprar brinquedos é muito mais delicado do que parece. Na hora de escolher o presente, é importante ter em mente a idade da criança para comprar um brinquedo adequado à sua faixa etária. Lembre-se sempre de só comprar produtos que estejam certificados pelo selo do Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial)

 

Roupas
No caso de roupas, é importante verificar com o vendedor o que é preciso fazer em caso de possíveis trocas. O vendedor deverá dar algum comprovante para ser apresentado na loja pela pessoa que for fazer a troca. Este é um detalhe muito importante na hora de comprar presentes.

 

Compras a prazo
As compras a prazo merecem cuidados adicionais. Muitas lojas oferecem longos planos de pagamento, mas mesmo que as parcelas pareçam convidativas com valores baixos, os juros não deixam de ser aplicados. Faça sempre a comparação entre o valor do produto à vista e o total a prazo. Quanto menos parcelas, menos juros serão pagos.

Para não perder o controle do orçamento, anote cuidadosamente todas as compras feitas e o número de parcelas que serão pagas em cada mês. Sempre que puder, dê preferência para os planos sem juros, mesmo que divididos em menos parcelas. Não deixe de tentar negociar algum desconto para pagamentos à vista. A melhor opção é sempre pagar o menor preço final.

Sempre que emitir cheques pré-datados, tome o cuidado de anotar as datas em que eles serão descontados na nota fiscal. Lembre-se de que se o cheque for apresentado antes da data combinada, você poderá ir à justiça com base no Código de Defesa do Consumidor.

 

Financiamentos
Se preferir fazer um financiamento, tome muito cuidado com as taxas de juros cobradas pelos bancos. Antes de escolher a financiadora, verifique as pesquisas do Procon sobre as taxas cobradas no mercado.

Tome muito cuidado com empréstimos vinculados à folha de pagamento. Esses planos podem ser cômodos, mas acabam tirando a autonomia da pessoa que tomou o dinheiro emprestado. O fundamental é que a pessoa tenha o controle sobre as próprias finanças para evitar que fique inadimplente.Cartão de crédito
O preço pago à vista deve ser o mesmo para pagamentos com cartão de crédito. Caso alguma loja imponha preços maiores, você pode denunciá-la ao Procon. A comodidade do cartão de crédito também pede alguns cuidados. Evite pagar apenas o valor mínimo da fatura e financiar o restante (o chamado “crédito rotativo”). As taxas de juros cobradas nesses casos também são muito altas.

 

 

10 Dicas para suas compras de natal

Como já foi dito anteriormente, as compras de natal desse ano merecem atenção redobrada. Por isso selecionamos 10 dicas para suas compras:

1 – Sempre faça suas compras com antecedência. Não espere a semana de Natal para comprar os presentes. Com mais tempo, você tem mais oportunidade de buscar descontos, comparar preços e encontrar as melhores ofertas .

2 –Organise seu orçamento. Não é costume do consumidor planejar suas finanças para esta época do ano, por isso recomendamos que você estabeleça um valor para gastar desde o início, que deve ser respeitado. É muito comum gastar demais sem o devido planejamento com as compras de Natal, o que pode levar ao arrependimento na hora de conferir o extrato bancário. Você pode evitar essa situação criando um orçamento.

3 – Planejamento é tudo. Antes de ir às lojas, pense no que você gostaria de dar de presente para as pessoas de sua lista, assim você economiza tempo e terá uma idéia daquilo que está procurando.

4 – Não leve dinheiro vivo. Nessa época, todos sabem que as pessoas saem de casa para as compras com mais dinheiro do que o comum. Por isso, evite correr riscos e faça compras mais seguras com seu cartão de débito ou crédito. Além disso, muitas lojas de departamento oferecem descontos para pagamentos a prazo com cartões. Esta é uma boa maneira de não exceder seu orçamento.

5 – Só compre on-line em sites conhecidos. Somente faça compras com empresas que você conhece, confia e que são sérias. Lembre-se que você vai compartilhar com essas lojas seu nome, número do seu cartão e provavelmente seu endereço e telefone.

6 – Proteja suas informações pessoais. Tome cuidado ao revelar seus dados pessoais na hora de realizar compras online ou por telefone. Pergunte como essas informações serão utilizadas e quem terá acesso às mesmas. Todo cuidado é pouco na hora de realizar compras pela Internet ou pelo telefone.

7 – Verifique a segurança. Na hora de efetuar uma compra online, certifique-se de que a sua conexão com a Internet é segura e de que a transação seja verificada como autêntica. A maioria dos navegadores apresenta um ícone especial, como uma chave ou cadeado, o que indica que o site é seguro.

8 – Guarde os comprovantes. Você deve guardar todos os comprovantes da compra em um lugar fácil de lembrar. Desta maneira a documentação estará disponível para possíveis dúvidas e explicações posteriores.

9 – Verifique os dados da transação. Assegure-se que todas as condições acordadas durante a transação estejam corretas, como a data, informação e preço de envio. Leia a garantia e as políticas de devolução para evitar mal-entendidos.

10 – Presenteie com vale-presentes. Se a busca pelo presente perfeito para seus amigos e parentes não é seu passatempo preferido, existem vale-presentes, que são uma boa opção para cada um escolher seu próprio presente.