Cuidados na hora de aproveitar as liquidações pós Natal

As liquidações pós-natal já começaram. Basta ligar a TV ou acessar a internet para você ser bombardeado por inúmeras ofertas e descontos.O objetivo é acabar com o estoque de produtos encalhados e manter o fluxo de caixa.Para isso,há quem ofereça descontos tentadores que chegam até a 80%.Apesar do preço baixo e do incentivo ao consumo,o Procon recomenda cautela e apresenta algumas dicas para as compras.

O primeiro cuidado que o consumidor deve ter é não comprar por impulso. O início de ano é marcado por alguns gastos específicos como matrículas nas escolas,IPTU,IPVA,entre outros.Desta forma,antes de adquirir produtos,o consumidor deve refletir sobre o seu orçamento,a fim de não sobrecarregá-lo.

Como forma de evitar a compra por impulso, a dica é verificar as ofertas antecipadamente,por meio de folhetos publicitários.É desta forma que o consumidor poderá definir,previamente,que itens precisa de fato.

Portanto, é preciso que o consumidor tome cuidado pra não fazer as compras de forma apressada.Os produtos devem ser analisados e escolhidos com cautela.Também é essencial verificar o seu estado,funcionamento e se o conteúdo corresponde co os dados apontados na embalagem.

Avarias

Como já é comum nas épocas de liquidação, algumas lojas podem vender produtos com pequenos defeitos,a exemplo de roupas com pequenas manchas e eletrodomésticos com leves amassados.Nestes casos,o consumidor deve exigir que a loja especifique na nota fiscal,recibo ou pedido,os problemas apresentados no produto,detalhando-os o máximo possível.

A nota fiscal é o documento mais importante nas relações de consumo. O que está escrito nela é o que vale e é por meio dela que o consumidor poderá exigir e garantir os seus direitos.

As mercadorias entregues posteriormente devem ser conferidas no momento do recebimento. Se houver alguma irregularidade,o produto deve ser devolvido com especificação de problema na nota de entrega e o consumidor deve procura o estabelecimento para solucionar o problema.

Troca

O código de Proteção e Defesa do Consumidor (CDC)não obriga o fornecedor a trocar os produtos por motivo de cor,tamanho ou gosto.Nestes casos,a loja só terá que trocar a mercadoria caso tenha prometido por escrito.Seja na etiqueta do produto ou na própria nota fiscal.

Porém, se o produto apresentar algum defeito,o fornecedor tem 30 dias para resolver a pendência.Passado esse tempo,o consumidor tem o direito de exigir a troca da mercadoria por outra igual,ou a devolução das quantias pagas com correção monetária ou,até mesmo,o abatimento proporcional do preço.

Formas de pagamento

As condições de pagamento devem ser levadas em consideração na hora de qualquer compra. O preço para pagamento com cartão de crédito não pode ser diferente do preço praticado à vista.

O estabelecimento não é obrigado a aceitar o pagamento por meio de cheques, desde que avise ao consumidor de forma clara,precisa e ostensiva.Porém,caso aceite esta modalidade de pagamento,não poderá haver distinção por praça e tempo mínimo de abertura de conta.

Internet

As megaliquidações pós fim de ano das grandes lojas de varejo chegaram definitivamente a internet,confirmando a tendência de que o consumidor brasileiro tem usado cada vez mais a rede mundial de computadores na hora das compras.Mas é importante saber que a facilidade e comodidade de comparar preços e adquirir produtos a distância não podem motivar descuidos.

Logo, antes de contratar um serviço ou comprar algum produto,é fundamental observar os procedimentos e recursos adotados para garantir a segurança e a confidencialidade da transação eletrônica.

Prefira sites com boas referências, indicados por amigo ou familiares.Anote as informações que permitam identificar e localizar a sede do fornecedor(como CNPJ,endereço)e manter contato(e-mail,telefone e/ou fax),caso seja necessário obter esclarecimentos ou registrar reclamações.

Confira todas as informações sobre o produto ou sérvio ofertado, especialmente características,preços,valores de fretes,despesas adicionais,prazo de entrega ou execução,condições e formas de pagamento,que devem constar obrigatoriamente no site.

Procure também conhecer melhor o produto,acessando sites de fabricantes,de avaliadores independentes ou com opiniões de outros consumidores.não se esqueça também de observar a política de trocas e os procedimentos que devem ser adotados em caso de problemas.Ao final,avalie se o custo total compensa a comodidade da contratação a distância.

Ao confirmar a contratação, imprima ou,se possível,guarde a forma eletrônica todos os documentos que atestam a relação,como número da compra,confirmação do pedido,normalmente enviados por e-mail,comprovante de pagamento,contrato ou anúncios.

No ato da entrega do produto, exija a nota fiscal.Além disso,confira a qualidade e se corresponde ao ofertado.A qualquer sinal de irregularidade,não receba o produto,entre em contato com o fornecedor e registre a ocorrência.

No caso das compras a distância ou concretizadas fora do estabelecimento comercial físico do fornecedor, como é o caso da internet,o CDC assegura o direito de arrependimento do consumidor.Nesse caso,a contratação pode ser cancelada em até sete dias contados da assinatura do contrato,ou do recebimento do produto ou serviço,sem ônus ao contratante.O produto deve ser devolvido e o consumidor restituído integralmente de valores pagos.

O consumidor que se sentir lesado ou tiver alguma dúvida pode entrar em contato com o Procon de seu Estado

Poupança – Ganhe dinheiro com a sua

Quem tinha caderneta de poupança em janeiro de 1989, quando foi lançado o pacote econômico conhecido como Plano Verão, pode ter dinheiro a receber dos bancos. Na época, uma mudança de regras diminuiu o rendimento da poupança – e, agora, os poupadores podem reaver suas perdas. Para isso, precisam entrar com uma ação na justiça até 31 de dezembro deste ano. Se ganhar o processo, o investidor receberá, em média, quase o triplo do valor que tinha aplicado na poupança em 1989,.

Como tirar o máximo do AdSense

O Google AdSense™ é um sistema de monetização que fornece automaticamente anúncios gráficos e de texto relacionados ao seu site e ao seu conteúdo.

Com isso você gera mais receita com o seu site, além de oferecer aos seus visitantes uma experiência online mais recompensadora. Com o AdSense, você obtém mais receita proveniente dos anúncios, com mínimo esforço e sem custo adicional.

No vídeo abaixo você pode aprender a aproveitar o máximo dessa parceria.

[kml_flashembed movie="http://youtube.com/v/5ZpmvUBcRDc" width="425" height="350" wmode="transparent" /]

1 2 3