Fundos de Investimentos,comodidade para o investidor

Um Fundo de Investimento é uma forma de aplicação financeira, formada pela união de vários investidores que se juntam para a realização de um investimento financeiro, organizada sob a forma de pessoa jurídica, tal qual um condomínio, visando um determinado objetivo ou retorno esperado, dividindo as receitas geradas e as despesas necessárias para o empreendimento.

A administração e a gestão do fundo são realizadas por especialistas contratados. Os administradores tratam dos aspectos jurídicos e legais do fundo, os gestores da estratégia de montagem da carteira de ativos do fundo, visando o maior lucro possível com o menor nível de risco.

Dependendo do tipo de fundo, as carteiras geralmente podem ser mais diversificadas ou menos diversificadas, podendo conter ativos de diversos tipos tais como ações, títulos de renda fixa, títulos cambiais, derivativos ou commodities negociadas em bolsas de mercadorias e futuros, dentre outros.

Todo o dinheiro aplicado nos fundos é convertido em cotas, que são distribuídas entre os aplicadores ou cotistas, que passam a ser proprietários de partes da carteira, proporcionais ao capital investido.

O valor da cota é atualizado diariamente e o cálculo do saldo do cotista é feito multiplicando o número de cotas adquiridas pelo valor da cota no dia. O dinheiro aplicado nos fundos é utilizado para a compra de títulos diversos como por exemplo ações, títulos públicos, certificados de depósitos bancários (CDB), etc., conforme a política de investimento de cada fundo.

Clubes de Investimento,uma ótima opção para quem quer Investir


Você também pode participar do mercado de ações por meio de um Clube de Investimento.

Chame os amigos e crie um Clube. Ele pode ser composto por funcionários de uma mesma entidade ou empresa ou, ainda, por um grupo de pessoas que têm objetivos em comum, como professores, metalúrgicos, donas-de-casa, médicos, aposentados, entre outros.

Vantagens dos Clubes de Investimentos:

  • Custo baixo – com menos exigências de controles,os custos dos clubes são reduzidos em comparação aos fundos de investimentos.A manutenção também é barata e simples.

  • Acessibilidade – Juntos os participantes do clube de investimentos terão as mesmas condições de comprar ou vender ações,como fazem os grandes investidores,sem que seja preciso pra isso,numerosos recursos.O número mínimo de participantes é 3 e o máximo 150.

  • Tranquilidade – Aplicando-se em clubes,cria-se o hábito de investir mensalmente.Dessa forma,os investidores dos clubes de investimento conseguem fzer com que suas aplicações mantenham-se teoricamente em média,o que é importante quando consideramos que não é possível prever o melhor momento de investir.

  • Diversificação – Outra vantagem é que com volume maior , originado pela soma dos recursos de cada integrante do Clube,é possível diversificar a aplicação,investindo em ações de diferentes empresas e setores da economia,com custos de transação proporcionalmente menores.

  • Participação Direta – Os Clubes de Investimentos permitem,em princípio,que os envolvidos participem diretamente da sua gestão,o que,embora demande tempo e exija uma certa disciplina,constitui excelente forma de aprender como funciona o mercado.

Consulta – Você bem informado

O participante do Clube recebe um extrato,semelhante ao bancário,com toda a movimentação do Clube.O extrato contém informações como o valor do patrimônio do Clube,número de cotas,valor da cota,rendimento da cota no período,participação do acionista no total do Clube.

Passo-a-passo

  • Primeiro passo – Procure uma Corretora.Ela dará todas as orientações sobre como criar o clube e,depois,orientará na escolha das ações a serem compradas.Todas as decisões do Clube serão concretizadas por meio da sua Corretora.

  • Segundo passo – Definir a quantidade e o valor de cada cota do Clube.

1)Os participantes decidem quantas cotas cada um vai comprar – e quanto dinheiro vai investir no Clube.

2)Pelas regras,ninguém pode ter mais de 40% das cotas.

  • Terceiro passo – Preparar o estatuto do Clube junto com a Corretora.Além do estatuto,cada participante do Clube preenche um cadastro e anexa cópia de seus documentos.

  • Quarto passo – Se todos os dados estiverem corretos,o Clube é registrado na Bovespa e,depois,na Receita Federal.O clube já pode começar a funcionar.

1)Os membros do Clube decidem onde o dinheiro vai ser aplicado,com a assessoria da Corretora,que realizará a transação.

2)De tempos em tempos o Clube de Investimentos faz uma Assembléia para decidir as novas estratégias de aplicação.

Sair do Clube – Também não a burocracia.O participante pode sair do Clube no momento em que desejar.Basta comunicar a Corretora.O valor recebido em cada cota será o do dias seguinte ao pedido de desligamento.

Aprenda a investir no Mercado Financeiro e comece a ganhar dinheiro

Aprenda a Investir – Passo a passo

  • Primeiro:Quanto preciso para começar?

Não existe um valor mínimo exigido para investir na Bolsa. Isso varia em função do preço das ações que se deseja comprar e até mesmo da Corretora que você escolher.

  • Segundo:O que tenho que fazer para começar a investir em ações?

1)O investidor procura uma corretora do Mercado de Ações e preenche um cadastro contratando os seus serviços.

2)Com a assessoria da Corretora,o investidor escolhe a ação de uma empresa que deseja comprar e dá a ordem de compra para a Corretora.

3)A Corretora executa a ordem de compra dada pelo investidor e compra a ação na BM&FBovespa.

4)O cliente efetua o pagamento para a Corretora(com recursos previamente depositados)

5)A Corretora credita as ações adquiridas pelo investidor em sua Conta de Custódia na CBLC.Agora o investidor é também um sócio da empresa-um acionista.

Há diversas formas de investir em ações:

  • Individualmente

O investidor procura uma Corretora e contrata seus serviços. Em seguida, com a assessoria dos profissionais da Corretora, o investidor escolhe as ações que deseja adquirir e transmite a ordem de compra diretamente para a corretora. Você também pode comprar e vender ações via internet, através do site da sua corretora (verifique se ela possui esse serviço).

  • Clubes de Investimento

Um grupo de pessoas físicas se reúne e procura uma Corretora para constituir um Clube de Investimentos. Nesse caso, existe um representante do clube, que fica em contato com a corretora para transmitir as decisões acordadas entre os participantes.

  • Fundos de Investimento

O investidor compra cotas de um fundo de ações, administrado por uma Corretora de Valores, um Banco ou um Gestor de Recursos independente, autorizado pela CVM.

  • Terceiro: Como escolher as ações?

Para escolher as ações, o investidor deve ponderar três critérios:

  • liquidez (facilidade de vender a ação quando quiser resgatar)

  • retorno (possibilidade de ganhos)

  • e risco (possíveis perdas).

A combinação desses três elementos, a critério do investidor, definirá em quais ações aplicar.

  • Importante

Antes de iniciar seus investimentos, você deve fazer algumas ponderações. Ganhos a curto prazo não devem ser a expectativa de quem decide investir em ações. É aconselhável que o investidor não dependa do recurso aplicado em ações para gastos imediatos e que tenha um horizonte de investimento de médio e longo prazos, quando eventuais desvalorizações das ações poderão ser revertidas.

1 2 3 4 5 10