O que é a “guerra cambial”?

Depois da Crise Econômica Mundial,  um novo fantasma assombra as economias do mundo. è o que vem sendo chamado de   guerra cambial

Devido ao imenso volume de dólares colocados no mercado internacional e  taxas de juros baixas em países como Estados Unidos e Japão, onde elas estão próximas de zero, investidores têm transferido seu capital para países emergentes como o Brasil.

Isso tem feito que as moedas dos países emergentes se valorizem muito, o que prejudica as exportações e gera inflação no mercado interno. Os líderes reunidos em Seul na Reunião do G20 buscam fechar um acordo para controlar essa situação e, assim, evitar a “guerra cambial” e a adoção de medidas protecionistas.  Luiz Inácio Lula da Silva participa do evento acompanhado da presidente eleita, Dilma Rousseff, e do ministro da Fazenda, Guido Mantega.