INSS notifica 71 mil que podem perder aposentadoria

A Previdência Social começa a notificar, a partir desta quinta-feira, 71.480 aposentados e pensionistas no País que ainda não atualizaram seus dados no Censo Previdenciário. A notificação será feita por carta ou, caso a pessoa não tenha endereço atualizado no INSS, em edital publicado hoje. No Estado de São Paulo, serão chamados 11.388 beneficiários. Desses, 272 receberão a notificação por carta e 11.116 por edital.

Os documentos obrigatórios para o Censo são o Cadastro de Pessoa Física (CPF) e um documento de identificação, que pode ser a carteira de identidade (RG), Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS), Passaporte, Carteira Nacional de Habilitação (CNH) ou registro de conselho profissional. O INSS recomenda, também, que o beneficiário apresente um comprovante de residência e o Número de Inscrição do Trabalhador (NIT).

O aposentado ou pensionista tem prazo de 30 dias, após receber a notificação por carta ou edital, para atualizar os dados cadastrais na agência bancária que paga seu benefício. Passado esse prazo, o pagamento mensal é suspenso e permanece nessa condição por 90 dias.

Para reativar o benefício, o interessado deve comparecer ao banco e apresentar os documentos exigidos. Se o beneficiário não atualizar seus dados, o pagamento é cessado e só poderá ser reativado na agência da Previdência Social responsável pelo seu controle.

1 2