Alcance a Riqueza investindo em um Grande Negócio

riquezaSe você fizer uma pesquisa sobre as famílias super-ricas nos estados Unidos, constatará que, quase sem exceção, suas fortunas foram construídas com base num só negócio excepcional.

A família Heast ganhou seu dinheiro no jornalismo, a família Walton no varejo, a família Wrigley com gomas de mascar, a família Mars com doces, a família Gates com software, e as família Coors e Busch com cerveja. A lista não para, e quase sem exceção. Sempre que se desviaram daquele negócio maravilhoso que as fez espantosamente ricas, acabaram perdendo dinheiro – como quando a Coca-Cola se aventurou no ramo cinematográfico.

A chave do sucesso de Warren Buffett é que ele foi capaz de identificar quais são as características econômicas exatas de um negócio maravilhoso: uma empresa com vantagem competitiva duradoura e que esteja gravada na mente do consumidor. Quando um americano pensa em goma de mascar, penas na Wrigley; quando pensa em loja de descontos, pensa na Wal-Mart; e quando pensa numa cerveja gelada, pensa na Coors ou na Budweise. Essa posição privilegiada cria o poderio econômico.

Warren aprendeu que, ás vezes, a miopia do mercado de ações subestima grosseiramente essas empresas maravilhosas, e, quando isso acontece, ele entra em cena e compra o máximo de ações que pode. A empresa de Warrren, a Berkshire Hathaway, é uma coleção de alguns dos melhores negócios dos Estados Unidos, todos eles super-rentáveis e comprados quando Wall Street os ignorava.

Bons Negócios – Pensem bem antes de assinar um contrato

“Depois de assinar um contrato, não dá para voltar atrás; portanto, pense em tudo antes de assinar.”

Warren Buffett aprendeu que, uma vez assinado, o negócio está fechado. Não é possível voltar atrás e repensar se foi bom ou um mau negócio. Portanto, pende bem antes de assinar. É mais fácil falar do que fazer, pois, uma vez com aquele papel diante de seus olhos, o raciocínio sensato pode ser sacrificado pela ânsia de fechar o negócio.

Antes de assinar um contrato, imagine todas as coisas que poderiam dar errado – porque, muitas vezes, elas dão mesmo. O caminho das boas intenções está repleto de obstáculos que eram previsíveis.

Pensar longa e profundamente antes de dar o salto o poupará de ter de pensar longa e profundamente em todos os problemas que acabou de comprar.

Warren se esqueceu de incluir uma cláusula de não-concorrência no contrato com Rose Blumkin, de 89 anos, ao comprar sua loja de móveis em Omaha, a Nebrasca Furniture Mart. Alguns anos depois, a Sra. Blumkin aborreceu-se com a maneira como os negócios vinham sendo conduzidos na loja, de modo que saiu e abriu uma loja nova do outro lado da rua – roubando um monte de negócios da NFM. Após alguns anos de concorrência acirrada, Warren cedeu e concordou em comprar a loja nova por US$ 5 milhões.

Na segunda vez, ele a fez assinar um acordo de não-concorrência, e ainda bem que fez isso, pois ela continuou o ramo até os 103 anos.

Dica para fazer bons negócios – escolha bem seus parceiros

Uma pessoa ruim é uma pessoa ruim, e uma pessoa ruim nunca o tratará como você merece. O mundo tem pessoas boas e honestas em numero suficiente para que fazer negócios com as desonestas seja pura tolice. Se você se pergunta “devo confiar nessa pessoa?”, melhor abandonar a mesa de negociações e procurar outra companhia mais honesta para fazer negócios. Assim como você não quer ter dúvida sobre a abertura de seu pára-quedas quando for se atirar do avião, também não quer duvidar da integridade da pessoa com que vai se atir num negócio.

Se já não pode confiar nela agora, poderá menos ainda no futuro. Melhor não confiar nunca nesse tipo de gente.

Warren aprendeu esta lição ao participar da diretoria da Salomon Brothers. Contrariando os conselhos de Warren Buffett, os banqueiros de investimentos da Salomon continuaram fazendo negócios com o magnata da mídia Robert Maxwell, cujas finanças, de tão precárias, lhe valeram apelido de Bouncing Czech (Czech é tcheco. Trocadilho com bouncing check, “cheque voador”). Após a morte prematura de Maxwell, a Salomon se viu em maus lençóis para recuperar seu dinheiro.

A regra é simples: as pessoas integras estão predispostas a agir bem;  as pessoas sem integridade estão predispostas a agir mal.

Melhor não confundir as duas.

1 2 3 15