Brasileiros poderiam arriscar mais para ganhar dinheiro com ações

Parte dos investidores brasileiros poderiam arriscar mais em suas alocações. É o que afirma um levantamento realizado pelo Itaú Unibanco.

De acordo com o levantamento, entre clientes da divisão Personnalité do banco, 40% poderiam conseguir ganhos maiores ao investirem em modalidades de maior risco, mas optam por produtos conservadores. Por outro lado, 25% investem em papéis com mais risco do que o seu perfil e momento de vida indicam.

Momento da vida
“Agora, com a implantação da API (Análise do Perfil do Investidor), poderemos mostrar a esses clientes que seu dinheiro pode render mais”, explica o diretor-executivo de produtos de investimento da entidade, Osvaldo Nascimento.

Porém, o executivo ressalta a importância de que o momento de vida e o perfil pessoal do investidor permitam essa maior exposição ao risco. “É preciso enxergar o cliente de forma integral. A análise pode indicar apetite por risco, sugerindo um investimento mais arrojado, mas há fases da vida, como o casamento, o nascimento de um filho ou a compra de um imóvel, que acabam apontando para formas mais conservadoras de aplicar o dinheiro”, explica.

E acrescenta: “mas a análise pode contribuir para dar mais segurança para a tomada de decisão, tanto para as pessoas que já investem, como para os novos investidores, que podem conhecer melhor os ganhos e riscos oferecidos pelo mercado de capitais”.

API
Em vigor desde 1º de janeiro de 2010, a API foi criada e supervisionada pela Anbima – Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais com o objetivo de aprimorar o relacionamento dos bancos com os clientes de forma a oferecer produtos adequados ao perfil de risco de cada pessoa.

Investidores que não concordarem com sua avaliação e quiserem optar por um investimento diferente do recomendado, deverão assinar um termo de responsabilidade.

Por: Tabata Pitol Peres
InfoMoney

Ganhe dinheiro sem sair de casa


Lucros compartilhados sem sair de casa

Montar um negócio sem ter de investir em um ponto comercial ou na contração de funcionários tem atraído cada vez mais os brasileiros. Para quem pensa na ideia, mas tem medo de encarar o desafio sozinho, uma opção é a franquia home based, a chamada franquia doméstica. Hoje, existem no Brasil pelo menos sete redes franqueadoras que oferecem negócios especialmente criados para serem administrados dentro de casa. A Zets opera no segmento de e-commerce; a Kumon atua na área de educação e seus franqueados ensinam matemática, português e japonês a crianças e adolescentes; a Tutores oferece reforço escolar e a Home Angels especializou-se em home care. A Doutor Faz Tudo dedica-se à reforma e construção; a Amigo Computador à manutenção de hardwares e a Web Hunters à criação de sites.

Embora todas exijam que o franqueado abra uma empresa formal, essas modalidades de franquia dispensam a contratação de empregados, podem ser montadas em pequenas áreas, muitas vezes, não maiores do que um quarto, e repassam ao empreendedor um know-how de um negócio já testado. Em contrapartida, alertam os consultores, exigem o empenho de toda a família. É preciso, por exemplo, atender o telefone de maneira formal e se habituar a receber visitas em horários programados. É necessário ser disciplinado, motivado, não misturar o orçamento doméstico com o da empresa, nem deixar de acordar cedo para trabalhar, além de equipar o escritório doméstico com todas as ferramentas de comunicação virtual. Todo esse cuidado se justifica. “Apesar de permitirem que o franqueado administre melhor o seu tempo, as franquias domésticas só prosperam se tocadas com organização e profissionalismo”, afirma Ana Vecchi, da Vecchi & Ancona, consultoria especializada em franchising. “Por isso, antes de escolher onde depositar suas fichas, o candidato a franqueado deve analisar a fundo o perfil da franquia e saber exatamente quais os resultados esperados pelo franqueado”.

Revista Pequenas Empresas&Grandes Negócios

Concursos públicos – novas vagas

129 vagas estão sendo disponibilizadas pela Prefeitura Municipal de Itupeva, no estado de São Paulo, com inscrições abertas até o dia 20/04/2008.

Para se inscrever, visite o site http://www.omegaitu.com.br, e realize o pagamento da taxa de inscrição (de R$20 a R$50, de acordo com o cargo).

Abaixo veja os cargos disponíveis:

Nível Superior: Analista de Recursos Humanos, Arquiteto, Assessor Jurídico, Bibliotecário, Engenheiro Ambiental, Engenheiro Civil, Fisioterapeuta com especialização na área respiratória, Nutricionista, Oficial de Comunicação, Professor de Educação Física I, Professor de Pré Escola I, Psicólogo, Recreacionista, Médico – Clínico Geral, Ginecologista, Pediatra, Urologista, Vascular, do Trabalho, Endocrinologista, Reumatologista, Plantonista (Clínico Geral).

Nível Médio: Agente Administrativo, Agente de Trânsito, Assistente Administrativo, Assistente de Almoxarife, Assistente de Recursos Humanos, Assistente Jurídico, Auxiliar de Desenvolvimento Infantil, Bombeiro Municipal, Coordenador de Defesa Civil, Coordenador de Relações Empresariais, Desenhista, Encarregado de Compras, Encarregado de Licitações, Fiscal de Obras, Fiscal de Serviços Públicos, Guarda Municipal Masculino, Inspetor de Alunos, Oficial de Gabinete, Operador de Trator Agrícola, Salva vidas, Supervisor Administrativo, Supervisor de Oficina, Veículos e Transportes, Telefonista, Topógrafo.

Nível Fundamental: Eletricista e Lavador de Veículos.

A prova será aplicada em 04/05/2008.

Mais informações sobre o Concurso de Itupeva/SP:

http://www.itupeva.sp.gov.br

1 2 3 4 15