Ganhe dinheiro como profissional freelancer

Seis passos para ser um freelancer de sucesso

Vários profissionais, por razões de mobilidade e de outros aspectos, optam pelo trabalho freelancer. Pessoas que  estão disponíveis no mercado ou que já cansaram do trabalho entre quatro paredes de uma empresa buscam atingir o sucesso desta maneira. Em alguns segmentos – webdesign, fotografia e programação, por exemplo – o trabalho à distância torna-se quase uma realidade.

“Para conseguir um “freela”, é necessário ter equilíbrio emocional e financeiro. Muita responsabilidade em torno do trabalho adquirido requer disponibilidade e disciplina”, afirma a gerente de Planejamento de Carreiras da Ricardo Xavier Recursos Humanos, Vanessa Novais.Para quem segue algumas regras,é um investimento pessoal bem rentável.

As regras

Na avaliação de Vanessa, o profissional freelancer deve obedecer algumas regras, para se alavancar no mercado. Abaixo, a gerente direciona seis dicas sobre como conseguir um trabalho como este. De acordo com ela, conseguir um “freela” e mantê-lo não é tão fácil quanto parece.

  • Ter uma reserva de caixa: Ser freelancer é não saber o dia de amanhã. Monte um “colchão financeiro” que suporte suas contas. Você pode ter certeza de que irá fechar um trabalho, mas não sabe se haverá continuação em torno dele.
  • Aproveite a internet: Não deixe sua rede de contatos pela internet esfriar. Avise amigos, parentes e contatos profissionais sobre a sua área de atuação. Crie blogs e sempre que possível abasteça as redes sociais com conteúdo específico sobre os seus serviços. É pela rede que as melhores oportunidades de ganhar dinheiro aparecem.
  • A autoavaliação: Em muitos casos, o profissional freelancer não terá chefe nem subordinado no negócio. Tenha sempre em mente que esse trabalho não pode declinar e virar apenas uma atividade qualquer. Direcione alguns valores, como o horário a ser sempre seguido, um lugar [escritório] que suporte as eventuais demandas de trabalho. Julgue se o seu trabalho corresponde às exigências do mercado.
  • O foco: Planeje-se, avalie cada passo do seu trabalho. Para ser um “freela”, é necessário ter regras, saber equilibrar o emocional com o financeiro. Quais e quantos clientes quero obter? Quanto tempo terei para realizar o trabalho? Nesse caso, monte uma lista de prioridades e metas a serem seguidas.
  • Clientes, ter bons e poucos: Não adianta querer ter muitos clientes e não conseguir entregar nenhum trabalho no prazo. No começo, a tendência é querer ter volume de serviço em cima da mesa. O foco deve ser em conquistar um cliente e em fazer o trabalho perfeito. A partir daí, escolha com cautela o que “pegar”, uma vez que quantidade não é sinônimo de qualidade.
  • O valor do trabalho: Muitas pessoas creem que a vida de um freelancer é fácil e sossegada. Não é bem assim. Pondere, avise que determinado trabalho irá lhe custar uma específica quantia de telefone, gasolina ou internet. Não pague para trabalhar, negocie com o cliente.

Fonte:Infomoney
http://web.infomoney.com.br//templates/news/view.asp?codigo=1853325&path=/suasfinancas/carreiras/

Dicas para você ficar Rico!

Três passos:

Gaste menos dinheiro do que ganha. É a única forma de acumular fortuna. Mesmo que ganhe milhões, se gastar bilhões vai ficar sem dinheiro. Poupe em todas as ocasiões que pode.

Invista regularmente. Depois de poupar dinheiro, faça com que ele aumente.

Faça isto durante muitos anos. Os juros compostos e o tempo encarregam-se de o tornar rico a longo prazo.

Como vê, é muito fácil ficar rico, só tem de seguir estes três passos para sempre.

Os Princípios de Finanças Pessoais

Todos nós queremos viver melhor, com mais dinheiro e conforto, sabendo que para isso é necessário poupar dinheiro nas nossas finanças pessoais, a menos que ganhe tanto dinheiro que não precisa de se preocupar com isso, mas isso apenas está ao alcance dos multimilionários (uma parte reduzida da população).

Além disso, é importante que consigamos viver felizes sem ser com a obsessão pelo dinheiro, porque não é apenas o dinheiro que nos faz viver felizes.

Existem algumas regras básicas para conseguir ter uma vida sem preocupações em termos financeiros, podendo depois concentrar-se naquilo que o faz feliz.

Gaste menos do que ganha

Esta é uma das fórmulas para quem quer ficar rico ao longo do tempo, mas funciona de igual forma para quem deseja não ter problemas nas suas finanças pessoais. Se gastar menos do que ganha é garantido que nunca terá de se preocupar com dinheiro.

Para conseguirmos cumprir este propósito devemos analisar todas as compras que fazemos principalmente aquelas em que teremos de nos endividar durante os anos seguintes, como carros, eletrodomésticos, férias, etc. Um dos problemas das famílias é que acreditam sempre que o futuro será melhor, mas pode acontecer o inverso e ter um percalço na vida (uma despensa, um acidente, etc.) que o coloque em piores condições financeiras no futuro. Para evitar esse problema, deverá sempre manter uma margem de manobra para eventuais dificuldades. Uma das primeiras coisas a fazer é garantir um fundo de emergência, para garantir uma almofada para dias difíceis. De seguida deverá fazer um orçamento doméstico, para orientar as despesas no mês seguinte.

Se ainda não está a conseguir gastar menos do que ganha, tem de começar a cortar despesas nas várias áreas das suas finanças pessoais. Almoços em restaurantes, roupa, combustível, transportes, diversão e outras que façam sentido. Comece por cortar pouco no orçamento (5 ou 10 por mês em cada categoria), verá que no final do mês sentirá a diferença (e no final do ano ainda mais).

Prepare-se para o inesperado

Como já foi referido, o futuro pode não ser tão agradável como aquilo que imagina e tem de tomar uma decisão hoje.

  • Prefere poupar dinheiro e viver um pouco abaixo das suas possibilidades hoje, mas garantir dinheiro suficiente para uma infelicidade amanhã?

  • Prefere viver sem poupar dinheiro algum hoje e se aparecer uma infelicidade no futuro logo se resolve?

Obviamente que a segunda solução é aquela que trará problemas no futuro, caso alguma coisa má aconteça, porque nessa altura irá procurar uma solução à pressa, que passa normalmente por se endividar e assim começam todos os problemas com o crédito.

Para se preparar para o inesperado, além do fundo de emergência, comece por tentar pagar as dívidas que tem o mais rápido possível. Tem-se crédito à habitação (como a maioria das pessoas), tente fazer amortizações extraordinárias para eliminar essa dívida enorme. Depois conseguirá ter mais dinheiro para poupar e investir, garantindo assim a solução para os problemas que possam vir a aparecer no futuro.

Com estas regras, conseguirá manter as suas finanças pessoais em ordem e preocupar-se em ter uma vida feliz sem pensar em dinheiro.

http://poupardinheiro.info/

1 2 3 4 5