Seu dinheiro:produtos típicos da Páscoa estão mais caros

Aproxima-se uma das datas comemorativas mais suculentas do ano: a Páscoa. Além dos coloridos e variados ovos de chocolate, também fazem parte da festa os almoços no domingo.

Porém, o consumidor deve ficar atento, pois as compras de produtos típicos neste ano vão demandar mais gastos. Isso porque os preços praticados pelos supermercadistas estão, em média, 5,2% mais caros do que em 2009. No ano passado, o índice foi 6,8% superior ao de 2008.

Já o aumento nos preços pagos pelos supermercadistas junto aos fornecedores foi de 6,8%, índice inferior ao do ano passado (10,6%).

De acordo com o presidente da Abras, Sussumo Honda, mesmo com a elevação nos preços pagos aos fornecedores, os supermercadistas optaram por absorver esse aumento, sem repassá-lo integralmente aos consumidores.

Os dados fazem parte do levantamento realizado pela Abras (Associação Brasileira de Supermercados) e divulgado nesta terça-feira (16).

Variação dos preços de alguns produtos
Para se ter uma ideia, o bacalhau, produto mais procurado para o evento, será encontrado nas prateleiras dos estabelecimentos com um valor 3,5% mais caro. Já o vinho importado apresenta uma variação maior no preço, estando 9% mais caro.

Na tabela abaixo, é possível verificar a variação dos preços de alguns produtos que costumam ter grande demanda na época da Páscoa:

Produto Variação 2009/2010
Vinho importado 9%
Peixes em geral 6,6%
Azeites 5,9%
Vinhos nacionais 5,3%
Bombons e chocolates 5,1%
Ovos de Páscoa 4,6%
Bacalhau 3,5%
Colomba 2,8%

Fonte: Abras

Você sabia que 77% das mulheres decidem pelo menos metade das compras?

Uma pesquisa realizada pela Sophia Mind Pesquisa e Inteligência de Mercado, com 2 mil brasileiras, revelou que 77% das mulheres possuem ao menos metade do poder de decisão das compras domésticas.

De acordo com os dados, 33% delas responderam que a decisão de como gastar o orçamento de casa é bem dividida com outras pessoas, enquanto 26% decidem a maior parte e 18% decidem tudo sozinhas. Outras 18% decidem pouco, mas dão a opinião, enquanto 4% não decidem nada.

Divorciadas decidem mais sozinhas
Quando analisado o estado civil, entre as casadas, a maior parcela (44%) divide as decisões, enquanto entre as solteiras 32% decidem pouco, mas dão a opinião, e, entre as divorciadas, 58% decidem tudo sozinhas.

http://web.infomoney.com.br//templates/news/view.asp?codigo=1781924&path=/suasfinancas/

Visite Também:

http://guiadomarketing.powerminas.com/

Armadilhas do consumo:dicas para gastar menos nos supermercados

Quem pensa que ir ao supermercado é uma atividade simples, que não requer muita atenção, é um forte candidato a gastar mais do que precisa na hora das compras.

Isso porque, segundo alerta do Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor), os supermercados possuem várias armadilhas para levar os clientes a gastar mais.

Um exemplo é a disposição dos produtos. Na entrada normalmente são colocadas bancas temáticas relacionadas com a época do ano, (Carnaval, volta às aulas, Natal, entre outros). Já os bens de primeira necessidade, como pães e carnes, costumam ficar no fundo da loja, de modo que as pessoas devem passar por diversos corredores e prateleiras antes de chegar até eles.

Na hora de pagar, mais tentações: pequenas bancas ao lado do caixa, com revistas, doces, entre outros artigos, tentam seduzir o consumidor.

O que fazer?

Para não ceder às tentações e acabar com gastos maiores do que o planejado, o Idec dá algumas dicas:

  • Tenha sempre uma lista em mãos: ela ajuda a não perder o foco e só comprar o que é realmente necessário;

  • Deixe as crianças em casa: está comprovado que elas influenciam na decisão de compras dos pais;

  • Não tenha pressa: fazer compras requer tempo e disposição, pois só assim será possível comparar preços, uma das melhores formas de poupar;

  • Não ceda às promoções: questione-se se o preço compensa e se você realmente precisa daquilo;

  • Diminua às idas ao supermercado: o ideal é fazer as compras uma vez ao mês ou uma vez por semana, pois quanto mais vezes se vai, maiores são as chances de levar artigos por impulso;

  • Leve uma calculadora: ela é útil para saber o valor total dos produtos.

  • Visite também:

  • http://guiadomarketing.powerminas.com/

1 2