Condenado internauta que vendia filmes e CDs piratas no seu site!

Depois de ler o artigo responda: Você acha justa a condenação??

A juíza da Vara Criminal de Santos, em São Paulo, proferiu a primeira condenação em um caso de investigação de pirataria na internet. O autor do site www.cdpoint.org.br. que vendia cópias de filmes e CDs ilegais, Marcos Roberto Lui, foi condenado à pena de dois anos de reclusão e multa, além de ter de arcar com todas as despesas processuais. “Este é um marco para a investigação de pirataria no Brasil, pois raramente acontece a efetiva condenação do acusado, especialmente em casos de venda pela internet”, explica Carlos Alberto de Camargo, diretor da Associação de Defesa da Propriedade Intelectual (ADEPI), responsável pela investigação deste caso.
A ADEPI iniciou a investigação em 2003, com identificação, localização e obtenção de evidências de que o site realmente praticava a venda de filmes piratas. A partir daí, a associação prestou uma denúncia sobre o caso.

Em março de 2004, a polícia civil realizou a busca e a apreensão no endereço do site, localizado no município de São Vicente, São Paulo. A Associação foi assistente de acusação no processo instaurado, O argumento da juíza é uma prova de que o Brasil está cada vez mais atuante contra a pirataria, que gera desemprego para a indústria e perda I de divisas para o País”, diz Carlos Alberto. Embora o réu tenha alegado estar desempregado e praticado a pirataria por necessidade, a juíza julgou inadmissível que, em uma sociedade organizada, aqueles que suportem dificuldades financeiras ou econômicas busquem superá-Ias por meio de atividade criminosa, lesando patrimônio alheio. À tal decisão cabe recurso.

Prejuízos causados pela rede Segundo pesquisa realizada pela Motion Picture Association (MPA), as perdas com pirataria da indústria cinematográfica no Brasil estão em torno de US$ 106 milhões. Desse total, 29,6% são causados por download ilegal (US$ 31 milhões) e 55,5% de cópias de DVDs piratas US$ 58 milhões). Segundo a pesquisa, no País, maioria dos entrevistados começou a prática do download (44%) e a compra de DVDs pirata (47%) há apenas seis meses, mostrando que a prática é ainda recente no Brasil.

“Já antecipando esse mercado potencial de vendas ilegais online, a ADEPI vem realizando inúmeras investigações de pirataria na internet, com o objetivo de denunciar e facilitar a ação da polícia”, informa Carlos Alberto. Em 2006, graças à associação, foram realizadas 16 prisões em flagrante de pirataria na internet e 41 indiciamentos. Em 2005, foram removidos 1.899 sites e excluídos da internet 723 mil títulos de filmes comercializados ilegalmente.

6 comments

  • Carlos

    Sacanagem isso! E os politicos corruptos porque não são presos também? N/ao deveriam pagar multa também?

  • Bia

    Ridículo mesmo!!!
    Eles que vão arranjar algo MAIOR para fazer…

  • dymmi

    concordo que há muitas injustiças no mundo,mais nao vai ser por causa disso que irei concordar com a pirataria, é crime
    e muita gente esta sendo prejudicada,vamos eliminar aos poucos esse crime.

  • Clarice Expondo

    Digite no Google “filmes antigos” e tem 83 sites vendendo copia de filmes – alegando que são raros ou fora de catalogo, mas a legislação brasileira não pemite nem a venda de DVds Raros ou fora de catalogo. O dia que permitir eu fecho minha loja e vou vender copias tambem.
    É infração do codigo penal artigo 183 e 184

    Deixe seu comentário sobre Comprar filmes piratas é crime no Brasil

  • Róger Gonçalves

    Eu já fiz algumas denúncias de sites que vendem filmes piratas há anos e eles continuam no ar. Isso prova que a justiça brasileira não trabalha, é um bicho-preguiça. Prende um uma vez na vida e faz todo esse estardalhaço querendo dizer que estão fazendo grande coisa. E as ruas continuam cheias de ambulantes vendendo filmes piratas e os fiscais das prefeituras recebendo propina pra eles continuarem trabalhando. Justiça porca essa brasileira.

  • Kareca

    Agora vc tem que pagar com créditos de celular cadastrando o cel, antes ainda era um repasse gratuito de sites que hospedam o link do download, acho que se baixassem os impostos sobre as midias, isso não teria virado febre, os preços praticados são inadmissivel, muito caro para poder ter um filme em casa um audio, uma série, e os programas, vc compra um pc sem software paga quase R$1.500,00 a menos, isso é roubo puro…. os Ladrões não são os piratas, mais sim o governo desta terra sem lei…..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *