Dicas para escapar da Crise Financeira

Com a Crise Financeria afetando toda a economia, o dólar subindo elevando os preços dos produtos e o desemprego aumentando a cada dia, é preciso estar preparado para enfrentar os efeitos da crise.

Veja abaixo algumas dicas para se proteger da crise financeira:

  • Nunca se financie a juros altos.
  • Tenha e respeite um orçamento de renda e despesas.
  • Corte o endividamento crescente.
  • Não se endivide até o limite de seu orçamento. Recomenda-se que apenas 20% de sua renda seja destinada a dívidas.
  • Mantenha um fundo de reserva para cobrir despesas não previstas no orçamento.
  • Crie um plano para lidar com a crise.

 

Para sair de uma crise financeira uma pessoa deve agir como uma empresa ou um país: cortar gastos e aumentar a renda. São decisões difíceis de tomar porque podem significar menos almoços ou jantares fora de casa ou deixar o segundo carro na garagem. É por isso que muitas vezes a crise pessoal atinge proporções tão gigantescas. O ponto fundamental para solucionar uma crise é tomar as decisões certas sem adiá-las por muito tempo.

Aqui um roteiro para analisar e sua crise financeira e tomar as decisões certas para sair dela:

  • Quanto gasto por mês?
  • Quais são meus problemas financeiros e que desdobramentos eles vão me trazer em breve?
  • Se tudo correr bem como ficam minhas contas?
  • Se tudo der errado como ficam minhas contas?
  • Qual é minha renda?
  • Quanto pago de juros por mês em minhas dívidas?
  • Como deve se comportar minha renda no futuro (vai crescer, vai diminuir). Não considere aqui situações imprevisíveis.

Ao responder essas perguntas você terá em mãos seu orçamento pessoal de caixa. Com isso você consegue saber onde seu orçamento está desequilibrado. Qual a solução ideal para seu caso? Uma alternativa é vender o segundo carro da família ou trocar o veículo principal por um mais barato para ter uma sobra de caixa e abater parte da dívida. Ou, numa atitude mais radical, vendê-lo e usar o transporte coletivo. 

O ideal é estabelecer uma meta: cortar 10% dos gastos e trabalhar em torno dela.

Outra medida importante é reduzir suas despesas com juros. Vá negociar com o gerente do banco os juros do seu cheque especial, alongue o prazo de pagamento de uma prestação. No passado, uma das soluções era pedir um aumento de salário ao chefe. Como isso é mais complicado atualmente, tentar um trabalho temporário, que permita uma entrada rápida de dinheiro, pode ajudar. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *