Estratégia de Investimentos

Quando você for investir não leve em conta apenas o que acontece no mercado financeiro. Você também deve levar em conta a origem da sua renda. Afinal o risco de perder o emprego as vezes é maior do que o de uma quebra nas bolsas. Veja abaixo dicas para cada tipo de renda:

Assalariado: Se você recebe seu salário religiosamente na mesma data todos os meses, pode ser dar ao luxo de experimentar certa dose de risco, investindo parte do patrimônio em um funfo de ações ou multiportfólio (com renda fixa e variável). Isso, é claro, se a empresa onde você trabalha estiver bem e o medo do desemprego não esteja rondando a sua porta.

Pequeno empresário: Quem tem um negócio próprio já arrisca o suficiente na carreira e não deve vacilar quando o assunto é dinheiro. Como não se sabe quanto nem quando vai entrar dinheiro em caixa, o ideal é não ir além de um fundo DI (que segue os ganhos das taxas de juros).

Profissional Liberal: Embora também não tenham uma receita fixa, médicos, dentistas e advogados geralmente correm menos risco. Por isso, dá para aplicar parte do dinheiro em ações, principalmente no que se refere aos investimentos de longo prazo – para garantir a aposentadoria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *