Bons Negócios – Pensem bem antes de assinar um contrato

“Depois de assinar um contrato, não dá para voltar atrás; portanto, pense em tudo antes de assinar.”

Warren Buffett aprendeu que, uma vez assinado, o negócio está fechado. Não é possível voltar atrás e repensar se foi bom ou um mau negócio. Portanto, pende bem antes de assinar. É mais fácil falar do que fazer, pois, uma vez com aquele papel diante de seus olhos, o raciocínio sensato pode ser sacrificado pela ânsia de fechar o negócio.

Antes de assinar um contrato, imagine todas as coisas que poderiam dar errado – porque, muitas vezes, elas dão mesmo. O caminho das boas intenções está repleto de obstáculos que eram previsíveis.

Pensar longa e profundamente antes de dar o salto o poupará de ter de pensar longa e profundamente em todos os problemas que acabou de comprar.

Warren se esqueceu de incluir uma cláusula de não-concorrência no contrato com Rose Blumkin, de 89 anos, ao comprar sua loja de móveis em Omaha, a Nebrasca Furniture Mart. Alguns anos depois, a Sra. Blumkin aborreceu-se com a maneira como os negócios vinham sendo conduzidos na loja, de modo que saiu e abriu uma loja nova do outro lado da rua – roubando um monte de negócios da NFM. Após alguns anos de concorrência acirrada, Warren cedeu e concordou em comprar a loja nova por US$ 5 milhões.

Na segunda vez, ele a fez assinar um acordo de não-concorrência, e ainda bem que fez isso, pois ela continuou o ramo até os 103 anos.

Dica para fazer bons negócios – escolha bem seus parceiros

Uma pessoa ruim é uma pessoa ruim, e uma pessoa ruim nunca o tratará como você merece. O mundo tem pessoas boas e honestas em numero suficiente para que fazer negócios com as desonestas seja pura tolice. Se você se pergunta “devo confiar nessa pessoa?”, melhor abandonar a mesa de negociações e procurar outra companhia mais honesta para fazer negócios. Assim como você não quer ter dúvida sobre a abertura de seu pára-quedas quando for se atirar do avião, também não quer duvidar da integridade da pessoa com que vai se atir num negócio.

Se já não pode confiar nela agora, poderá menos ainda no futuro. Melhor não confiar nunca nesse tipo de gente.

Warren aprendeu esta lição ao participar da diretoria da Salomon Brothers. Contrariando os conselhos de Warren Buffett, os banqueiros de investimentos da Salomon continuaram fazendo negócios com o magnata da mídia Robert Maxwell, cujas finanças, de tão precárias, lhe valeram apelido de Bouncing Czech (Czech é tcheco. Trocadilho com bouncing check, “cheque voador”). Após a morte prematura de Maxwell, a Salomon se viu em maus lençóis para recuperar seu dinheiro.

A regra é simples: as pessoas integras estão predispostas a agir bem;  as pessoas sem integridade estão predispostas a agir mal.

Melhor não confundir as duas.

Ganhe Dinheiro fazendo o que você gosta de fazer

Pessoas apaixonadas por seus trabalhos passarão a dominar seu oficio ou profissão, porque amam o processo  mais  do que o dinheiro. O interessante da paixão é que o dinheiro costuma vir como conseqüência.

Pessoas que amam o dinheiro mais do que seu trabalho passam a vida trabalhando contrariadas e acabam ganhando bem menos do que se tivessem seguido seu coração desde o começo.

A melhor coisa quando se é apaixonado pelo trabalho é que aquilo não é realmente um trabalho; é diversão. Warren Buffet  sempre disse que adora tanto o que faz que pagaria para ter seu trabalho. Mas ele não precisa pagar, porque ganha rios de dinheiro fazendo o que adora.

“Apreciamos o processo bem mais do que o dinheiro, embora eu tenha aprendido a viver com ele também.”

Warren Buffett

1 2 3